União Europeia amplia prazo para solucionar disputa sobre acordo nuclear iraniano

294
Sede da Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia (UE), em Bruxelas. Foto: Divulgação/ Serviço Audiovisual da UE

São Paulo – O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, disse que a União Europeia (UE) ampliou o prazo de negociações para resolver as diferenças com o Irã sobre o programa nuclear do país.

A declaração acontece depois que, na terça-feira, França, Reino Unido e Alemanha ativaram o mecanismo de resolução de disputas incluído no acordo de 2015 e que poderia levar a UE e a Organização das Nações Unidas (ONU) a reintroduzir sanções ao Irã em um prazo de 60 dias.

Em mensagem no Twitter, Borrell disse que todos os participantes do acordo – Irã, Reino Unido, França, Alemanha, Rússia e China – confirmaram a determinação em preservar o acordo, que responde aos interesses de todos. Segundo ele, altos funcionários desses países se reunirão em fevereiro para analisar a situação.

Os Estados Unidos abandonaram o acordo nuclear iraniano em maio de 2018. O presidente norte-americano, Donald Trump, pediu às potências europeias que também abandonassem o compromisso e aumentassem a pressão econômica que Washington está exercendo sobre Teerã.