PMI industrial do Reino Unido sobe a 65,6 pontos em maio; maior nível já visto

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade industrial do Reino Unido subiu para 65,6 pontos em maio, após registrar 60,9 pontos em abril, de acordo com dados do instituto de pesquisas IHS Markit. Esse é o maior nível já registrado pelo índice, superando o recorde de 61,0 pontos em julho de 1994.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. A produção industrial cresceu em uma das taxas mais rápidas da história, superada apenas pelas registradas em agosto de 2013 e julho de 1994. Sustentando o aumento mais recente estavam os ganhos recordes em novos negócios, à medida que a demanda interna e externa continua a se recuperar.

“O crescimento está sendo impulsionado pelo desbloqueio das economias das restrições de covid-19 e pelos programas de vacinação em andamento. Isso está sendo sentido em todo o mundo, conforme destacado por um aumento recorde em novos negócios de exportação durante o mês mais recente da pesquisa”, afirma o diretor do IHS Markit, Rob Dobson.

“Os corolários desse forte aumento na atividade industrial são o aumento da pressão nas cadeias de suprimentos e o aumento das pressões sobre os preços. O fornecimento de insumos para os fabricantes e produtos acabados para os clientes está sendo severamente interrompido por escassez de matéria-prima, problemas portuários, restrições de covid-19, dificuldades pós-Brexit e forças de mercado conforme a demanda supera a oferta. Os tempos de entrega dos fornecedores subsequentemente aumentaram para uma das maiores extensões já registradas, enquanto os custos de insumos e os preços de venda aumentaram a taxas sem precedentes”, conclui.