PMI industrial da Eurozona sobe a 63,1 pontos em maio; maior da história

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor industrial da zona do euro subiu para 63,1 pontos em maio, após atingir 62,9 pontos em abril, de acordo com dados revisados divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit. Esse é o registro mais alto do indicador desde o início da coleta de dados em junho de 1997.

A versão preliminar havia mostrado queda para 62,8 pontos. Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração.

“A indústria da zona do euro continua a crescer a uma taxa sem precedentes em quase 24 anos de história da pesquisa, com o PMI quebrando novos recordes pelo terceiro mês consecutivo. O aumento do crescimento da produção adiciona sinais de que a economia está se recuperando fortemente no segundo trimestre”, afirma o economista chefe do IHS Markit, Chris Williamson.

“No entanto, maio também registrou atrasos recordes na oferta, que estão restringindo o crescimento da produção e deixando as empresas incapazes de atender à demanda em um grau não observado anteriormente pela pesquisa”, conclui.