PMI de serviços dos EUA cai a 49,4 pontos em fevereiro

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos caiu a 49,4 pontos em fevereiro – o pior nível em mais de seis anos -, depois de atingir 53,4 pontos em janeiro, de acordo com dados preliminares divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit.

Analistas previam 53,2 pontos em fevereiro. Números acima de 50 sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração.

O PMI composto, que agrega dados dos segmentos industrial e de serviços, caiu para 49,6 pontos em fevereiro – o pior nível em mais de seis anos -, depois de marcar 53,3 pontos em janeiro.

A contração se deve, em parte, pela redução de novos negócios em todo o setor de serviços. No geral, a taxa de declínio foi a mais forte da série história – desde outubro de 2009. Já os novos pedidos de exportação também recuaram à medida que as empresas relataram maior hesitação entre clientes para fazer pedidos em meio a especulações sobre o novo coronavírus.

A pressão sobre a capacidade foi reduzida em fevereiro, o nível de negócios pendentes caiu. Como um resultado, empresas de serviços aumentaram sua força de trabalho a uma taxa mais baixa.

Ao mesmo tempo, os preços dos insumos subiram mais lentamente e, em um esforço para permanecer competitivas, as empresas aumentaram apenas seus encargos de produção fracionadamente.