Déficit em conta corrente soma US$ 11,879 bi em janeiro

Brasília – O déficit em conta corrente do Brasil cresceu 31,33% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 11,879 bilhões, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC). Em 12 meses o déficit em conta corrente soma US$ 52,285 bilhões, ou o equivalente a 2,85% do PIB.

O superávit na conta de capital cresceu 73,91% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 59 milhões. Na conta financeira, o déficit cresceu 32,54% em janeiro na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 12,028 bilhões.

O superávit no balanço de pagamentos diminuiu 13,27% em janeiro ante o mesmo período do ano passado, para US$ 706 milhões.

O investimento direto no país diminuiu 3,6% em janeiro ante o mesmo período do ano passado, para US$ 5,618 bilhões. Em 12 meses o investimento estrangeiro no país soma US$ 78,35 bilhões, ou o equivalente a 4,26% do PIB.

O estoque de reservas internacionais atingiu US$ 359,4 bilhões em janeiro.

O incremento de US$ 2,5 bilhões nesse estoque, relativamente à posição de dezembro, decorreu principalmente da variação por preço, que gerou ganhos de US$ 2,1 bilhões. A receita de juros adicionou US$ 585 milhões ao estoque, enquanto a variação por paridades contribuiu para reduzi-lo em US$ 251 milhões.