Bolsa sobe e dólar cai em pregão de forte volatilidade

São Paulo – O Ibovespa operou toda manhã com volatilidade entre altas e baixas, no início da tarde começou a subir empurrado pelas ações da Vale (VALE 3) e dos bancos, mas não conseguiu manter uma valorização expressiva devido à piora nas bolsas em Nova York. O principal índice da B3 fechou em leve alta de 0,03%, praticamente estável, aos 122.979,96 pontos.

A máxima no intraday foi de 123.543,68 pontos e a mínima 122.549,79 pontos. O volume financeiro atingiu R$27,5 bilhões. Em Nova York, Nasdaq perdeu 0,56%; Dow Jones baixou 0,78% e S&P 500 retraiu 0,85%.

Os investidores ficaram atentos à política local, Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid e à espera da ata do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), que será divulgada amanhã.

Na visão de Leonardo de Santana, especialista em mercado da Top Gain, os papéis da Vale (VALE 3) e do setor financeiro ajudaram a puxar positivamente o Ibovespa. “As ações da mineradora chegaram a subir bem no início da manhã e foi perdendo a força devido ao reflexo externo, passando para o negativo. A partir das 13h horas foi retomado o humor da Vale, e como ela é a ação com mais peso no nosso índice, o Ibovespa consequentemente sobe”. As ações da mineradora Vale (VALE3) sobem 1,13%.

Mais cedo, uma fonte que não quis se identificar comentou que a alta das ações dos bancos, a virada nos papéis da Eletrobras (ELET 3 e ELET6) contribuíram para a melhora no índice. “São fatos pontuais que mexem com o índice. Os compradores e os vendedores estão limitando valor de compra e venda e a liquidez está baixa”, comenta a fonte.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), divulgou em sua rede social que a votação da Medida Provisória (MP) sobre a privatização da Eletrobras, ficou para amanhã A MP deve perder mais de R$40 bilhões em recebíveis com as alterações.

“A versão final foi lapidada, mas não como o governo esperava e as ações da estatal caíram muito ontem, depois se recuperaram no final do pregão”, pontuou o sócio da Renova Invest, Rodrigo Friedrich.

Os papéis da Eletrobras (ELET3 e ELET6) fecharam em forte alta de 3,03% e 2,32%, respectivamente. As ações do setor financeiro encerram em direção mista; Bradesco (BBDC3 e BBDC4) avançaram 1,05% e 1,60%; Itaú (ITUB4) registravam perda de 0,20% e Santander (SANB11) aceleraram 0,53%.

Mais cedo, com a volatilidade do mercado, o especialista em mercado da Top Gain, afirmou que o Ibovespa acaba sendo impactado com as oscilações das bolsas norte-americanas. “As bolsas iniciaram otimistas com possibilidade de retomada da economia e ao longo da manhã foi devolvendo seus lucros, principalmente após a divulgação dos dados de construção de moradias nos Estados Unidos [caíram para 9,5% em abril ante março para 1,569 milhão de unidades pela taxa anualizada, 1,733 milhão], que vieram levemente pior que o esperado pelo mercado”.

Para o especialista em mercado da Top Gain, “o mercado internacional está aguardando a ata do Fed [Federal Reserve, banco central norte-americano] e a nossa bolsa acaba sofrendo.  “Temos otimismo com a retomada econômica, mas temos tensões com inflações e dados que virão à frente como a ata do Fed”.

No Brasil, os investidores ficaram atentos ao depoimento do ex-ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid, no Senado. Amanhã será ouvido o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

As reformas administrativa e tributária também ficaram no foco dos investidores. O presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) deve apresentar mais informações sobre o plano de fatiamento para a reforma tributária ainda esta semana.

Em relação à administrativa, ontem o relator Darci Matos (PSD-SC) leu seu parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Ele vetou a possibilidade de autarquia ser extinta e permitiu atividade remunerada para servidores.

O dólar comercial fechou em queda de 0,24% no mercado à vista, cotado a R$ 5,2530 para venda, engatando a terceira queda seguida, em sessão de forte volatilidade acompanhando o exterior, onde a moeda norte-americana perdeu terreno para divisas pares e parte das de países emergentes e ligadas às commodities. Aqui, investidores acompanharam os desdobramentos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19, no Senado, no qual teve o depoimento do ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

O chefe da mesa de câmbio da Terra Investimentos, Vanei Nagem, destaca que a sessão foi de baixo volume de negócios e que, sem noticiário, o desempenho local da moeda acompanhou o exterior.

“Após ficar volátil, pegou o efeito global. A moeda caiu também com um pouco de entrada de dólares no país”, comenta. O gerente da mesa de câmbio da Correparti, Guilherme Esquelbek, acrescenta que o otimismo dos investidores com a reabertura econômica dos Estados Unidos, principalmente, e de países da Europa animou o mercado e levou o dólar a perder força em boa parte da sessão. ”

Apesar da importância do depoimento de Araújo na CPI da covid-19, analistas avaliam que “não fez muito preço” na sessão, mas foi uma “prévia” para o possível depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, amanhã na Comissão. “Eu não acredito que essa CPI dê em alguma coisa para o governo”, diz Nagem.

Amanhã, o destaque na agenda de indicadores fica para a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), no fim de abril. Para o chefe da mesa de câmbio da Terra, o foco do mercado será o tom do documento para a inflação norte-americana, que segue no radar dos investidores com receio de “descontrole”.

As taxas dos contratos futuros de Depósito Interfinanceiro (DI) fecharam em alta com os investidores reagindo ao leilão de títulos públicos realizado no fim da manhã e à atualização das projeções pela equipe econômica do governo.

Ao final da sessão regular, o DI para janeiro de 2022 tinha taxa de 4,96%, de 4,94% no ajuste anterior; o DI para janeiro de 2023 projetava taxa de 6,80%, de 6,73%; o DI para janeiro de 2025 ia a 8,29%, de 8,19% na véspera; e o DI para janeiro de 2027 tinha taxa de 8,86%, de 8,77%, na mesma comparação.

Os investidores abandonaram ações de empresas ligadas à reabertura econômica em um movimento que levou os principais índices do mercado norte-americano a terminarem o dia em baixa.

Confira abaixo a variação e a pontuação dos índices de ações dos Estados Unidos no fechamento:

Dow Jones: -0,78%, 34.060,66 pontos

Nasdaq Composto: -0,56%, 13.303,60 pontos

S&P 500: -0,85%, 4.127,83 pontos