Vacina da Pfizer é eficaz contra variante britânica do coronavírus, diz estudo

179
Foto: Centro Nikolai Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia e o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, na sigla em inglês)

São Paulo – A vacina desenvolvida pela norte-americana Pfizer em parceria com a alemã BioNTech é eficaz no combate à variante britânica do novo coronavírus, segundo comunicado das empresas.

“O soro dos participantes dos ensaios de fase 1/2 (…) inibiu o pseudovírus contendo o pico da cepa britânica de SARS-CoV-2 em uma faixa de neutralização considerada biologicamente equivalente ao pico SARS-CoV-2 de Wuhan sem sofrer mutação “, diz a nota.

Para o estudo, foi utilizado o soro sanguíneo de pessoas imunizadas com a vacina da Pfizer-BioNTech, no qual foi introduzido um pseudovírus gerado de acordo com as mutações detectadas na variante britânica.

Segundo as empresas, os resultados do estudo testam a capacidade do soro de indivíduos imunizados com sua vacina de neutralizar a variante britânica.

Carolina Gama / Agência CMA