Trump diz que Erdogan já eliminou interrupções a cessar-fogo na Síria

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conversa com repórteres nos gramados da Casa Branca. Créditos: Casa Branca

por Júlio Viana

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, avisou -ou de que “houve um pequeno ataque de atirador e um morteiro” durante o cessar-fogo acordado entre norte-americanos e turcos para permitir que guerreiros curdos presentes no nordeste da Síria se retirassem do local.

No entanto, segundo Trump, Erdogan disse que o caso havia sido “rapidamente eliminado”. “Ele quer muito que o cessar-fogo, ou pausa, funcione. Da mesma forma, os curdos também querem”, escreveu o presidente norte-americano em sua conta no Twitter.

Segundo Trump, há “boa vontade dos dois lados e uma boa chance de sucesso”. O presidente informou que os Estados Unidos estão “protegendo o petróleo”, já os prisioneiros do Estado Islâmico estão “sendo duplamente guardados pelos curdos e pela Turquia”.

Trump disse que lamenta que isso não foi feito anos atrás e que a situação era sempre controlada por “curativos fracos e formas artificiais”.

Por fim, o presidente informou que “algumas nações europeias se dispuseram, pela primeira vez, a recolher os prisioneiros do ISIS que vieram de suas nações”.

“Isso é uma boa notícia, mas deveria ter sido feito depois que nós capturamos eles. De qualquer forma, grande progresso sendo feito”, concluiu Trump.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com