Reservas internacionais da Argentina caem em US$ 980 milhões em maio

186

Buenos Aires – As reservas internacionais do Banco Central da República Argentina (BCRA) fecharam em maio com um estoque de US$ 42,588 bilhões, diminuindo US$ 980 milhões no mês, segundo o relatório do Mercado de Câmbio e Saldo de Câmbio da instituição financeira divulgado na sexta-feira no fechamento dos mercados.

Em maio, as operações da conta financeira de câmbio do Governo Geral e do BCRA foram deficientes em US$ 4 milhões. A soma foi explicada “basicamente pelos pagamentos líquidos de títulos de dívida e empréstimos financeiros de US$ 56 milhões, principalmente de governos locais, dos quais US$ 19 milhões foram feitos com fundos já depositados em moeda estrangeira (swaps)”, de acordo com o documento.

No âmbito de um mercado de câmbio com maiores regulamentações e controles, o volume negociado em maio foi de US$ 13,946 bilhões, um total compatível com o observado nos três meses anteriores e que registrou queda de 73% em relação a para o mesmo período do ano anterior.

“A queda no volume ano a ano foi explicada basicamente pelas operações entre entidades autorizadas e seus clientes (queda de 70%) e pelas operações entre entidades financeiras e de câmbio (queda de 88%)”, explicou o relatório.

Tradução: Julio Viana