RADAR DO DIA: Investidores de olho no exterior e turbulência política

281

São Paulo – O Ibovespa deve operar de lado no pregão de feriado em São Paulo, após antecipação pelo prefeito Bruno Covas como forma de aumentar o isolamento. A expectativa dos investidores é pela divulgação do vídeo da reunião interministerial entre o ex-ministro Sergio Moro e o presidente Jair Bolsonaro.

Além disso, o mercado internacional também deve mexer por aqui, de olho em possível abertura econômica de alguns países, divulgação de indicadores ruins na Europa e a ata do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

O jornal “O Estado de S.Paulo” afirma que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, pode divulgar ainda hoje o vídeo da reunião, já que o ministro ficou “incrédulo com o que assistiu”. Inicialmente o ministro disse que decidiria sobre o tema até a próxima sexta-feira (22).

Outro tema que continua no radar é a entrevista que o empresário Paulo Marinho deu ao jornal “Folha de S.Paulo” de que a Polícia Federal segurou uma operação para não prejudicar a candidatura de Jair Bolsonaro à presidência. Flávio Bolsonaro teria sido avisado da existência da operação entre o primeiro e segundo turno das eleições de 2018.

Em relação à pandemia causada pelo novo coronavírus, o número de mortes no mundo está em mais de 319 mil pessoas, de acordo com a contagem da universidade norte-americana Johns Hopkins, enquanto o número de casos no mundo já supera 4,8 milhões de infectados. O Brasil possui 271,628 mil casos confirmados, enquanto 17,971 mil pessoas morreram por causa da doença.

Ontem, o Ibovespa encerrou em queda de 0,55%, aos 80.742,35 pontos, passando a cair no fim do pregão acompanhando a piora das bolsas norte-americanas, que reagiram à notícia de que a vacina contra o novo coronavírus estudada pela empresa Moderna pode ter falhas.

Nesta manhã, os contratos futuros dos principais índice do mercado de ações dos Estados Unidos apontam para uma abertura no campo positivo, após o assessor econômico sênior da Casa Branca afirmar que a reabertura econômica do país está ocorrendo “muito rapidamente”.

Na Europa, as bolsas seguem no sentido contrário e operam em queda, refletindo o índice de preços ao consumidor dos países que compõem a zona do euro que subiu 0,3% em abril na comparação com o mesmo período de 2019, após a alta de 0,7% de março, segundo dados revisados divulgados pela agência de estatísticas Eurostat.

Na Ásia, os principais índices do mercado de ações fecharam em alta, em sua maioria, após o Banco do Povo da China (Pboc, o banco central do país) manter a taxa de juros de referência inalterada e com a reabertura de economias fechadas devido à pandemia do novo coronavírus.

EMPRESAS

O Sindicato dos Metalúrgicos de Santos e Região afirmou que a Usiminas pretende demitir 60% dos funcionários de Cubatão, em São Paulo, o equivalente a 900 funcionários, após não chegar a um acordo sobre redução de jornada e salários.

A Multiplan assinou com o FII BTG Pactual Corporate Office uma carta de intenção para venda de 100% do Diamond Tower, uma das duas torres do complexo de escritórios Morumbi Corporate, localizado em São Paulo, pelo valor de R$ 810 milhões.

A Hering foi outra empresa a obter ganho de causa em processo para exclusão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da base de cálculo das contribuições do PIS/Cofins.

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) iniciou a fase de divulgação para a venda de sua participação de 100% na Copel Telecom. Segundo a empresa, a aprovação do desinvestimento ficará condicionada à aprovação futura do conselho de administração.

A subsidiaria Athena Foods realizou a liquidação da redução de seu capital social em US$ 40 milhões em favor da Minerva, em conformidade com a aprovação feita em setembro de 2018.

O conselho de administração da Azul aprovou o aumento de capital de R$ 1,859 milhão devido ao exercício de opções de compra nos Planos de Opção, por determinados beneficiários. Devido ao aumento, foram emitidas 135,351 mil ações, e o capital da empresa passará de R$ 2,243 bilhões para R$ 2,245 bilhões.

A companhia aérea Gol anunciou que ampliará o número e o horário de seus voos no mês de junho, como forma de melhorar a comodidade dos passageiros. Segundo a empresa, entre os dias 1 e 30 de junho serão ofertados cem voos diários na malha essencial, ante 68 disponíveis atualmente.