Presidente argentino eleito defende respeito em relação com Bolsonaro

49

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – O presidente da Argentina, Alberto Fernández, disse que ele e o presidente Jair Bolsonaro devem se respeitar mutuamente para o bem de seu país e do Brasil. O comentário foi feito por ele durante uma reunião da qual participou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, e a vice-presidente eleita, Cristina Kirchner. Foto: Divulgação/ Alberto Fernández

Fernández disse que não vai deixar de demonstrar sua admiração pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva porque disse ter tido a oportunidade de presenciar “a imensidão de sua condição de dirigente. É uma admiração sincera.”

“Não é que eu tenha ficado ideologicamente contra o Bolsonaro, que evidentemente não pensa como a gente, não é demais dizer. Mas isso não é o mais importante. Ele é o presidente que o povo do Brasil elegeu e eu não tenho nada a dizer a respeito. Só tenho que respeitá-lo, somente isso. E o que eu quero é que nos respeitemos, simplesmente isso”, afirmou.

O presidente Jair Bolsonaro defendeu em várias ocasiões a reeleição do atual presidente da Argentina, Mauricio Macri, derrotado na última eleição do país por Fernández, a quem Bolsonaro chegou a chamar de “candidato errado” para ocupar a presidência argentina.

Recentemente, porém, o presidente brasileiro amenizou o tom de suas críticas a Fernández e indicou que adotará uma postura pragmática na relação com a Argentina.

“Torci pelo outro candidato, mas já que ganhou vamos em frente”, disse Bolsonaro no início de novembro. “Espero que continuem a fazer políticas conosco”, semelhante ao que fazemos com o atual governo”, acrescentou.