Pompeo afirma que EUA seguem comprometidos em impedir escalada de conflitos

254

Por Carolina Gama

São Paulo – O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, conversou com autoridades chinesas, britânicas e alemãs sobre o ataque dos Estados Unidos em Bagdá, no Iraque, que resultou na morte de comandantes iranianos. Ele confirmou o compromisso de Washington em impedir a escalada de conflitos.

Em uma série de mensagens publicadas em sua conta no Twitter, Pompeo diz que falou com o membro do Politburo chinês Yang Jiechi e com o secretário de Relações Exteriores britânico, Dominic Raab, além do ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas, sobre o ataque aéreo.

“Sou grato por nossos aliados reconhecerem as ameaças agressivas contínuas apresentadas pela força iraniana Quds”, disse Raab.

As conversas acontecem depois que, na madrugada, um ataque com míssil dos Estados Unidos perto do aeroporto de Bagdá matou Qassem Soleimani, comandante das forças Quds – uma unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã assim como o número dois das Forças de Mobilização Popular, o comandante Abu Mahdu al-Muhandis. Teerã prometeu retaliar.