PMI de serviços da China cai a 54,0 pontos em agosto, diz Caixin

159

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços da China caiu para 54,0 pontos em agosto, de 54,1 pontos em julho, de acordo com dados do instituto de pesquisas IHS Markit e do grupo de mídia Caixin.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços, subiu para 55,1 pontos em agosto, de 54,5 pontos em junho.

Apesar da queda, o PMI chinês manteve-se me território expansionista, e os dados “adicionam sinais de que o setor continuou a se recuperar das quedas acentuadas na atividade no início no ano seguinte ao surto de covid-19”.

Segundo a pesquisa, os novos pedidos cresceram, ainda que em ritmo menor, refletindo o retorno às condições de mercado mais normais, maior número de clientes e a retomada de projetos. Os pedidos de exportação também avançaram.

O emprego, por sua vez, cresceu pela primeira vez desde janeiro. As expectativas são de que a atividade empresarial seja superior aos níveis atuais em um ano, embora o grau geral do sentimento tenha caído para uma baixa de três meses em agosto.