Não é momento de afrouxar restrições por covid-19 nos EUA, diz força-tarefa

Foto: Casa Branca

São Paulo – Os estados dos Estados Unidos devem manter em vigor medidas de contenção à propagação da pandemia do novo coronavírus, de acordo com a força-tarefa contra a covid-19 da Casa Branca, num momento em que autoridades do Texas e de outras localidades estão afrouxando restrições.

“Temos sido claros, agora não é o momento de afrouxar medidas restritivas”, disse a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Dra. Rochelle Walensky, em coletiva de imprensa. “Agora mais do que nunca devemos fazer tudo que pudermos para conter o avanço do vírus”.

Ela disse que os casos de covid19 no país subiram em 50.935 em um dia, para um total de 28.456.860, uma alta de 3,5% na média diária de sete dias, atualmente em 66.010, ante os 63.760 da semana anterior.

Segundo Dra. Walensky, muito pode mudar nas próximas semanas, e as variantes altamente transmissíveis de coronavírus estão atingindo mais pessoas e comunidades, e estão prestes a prejudicar os avanços alcançados até hoje.

“As exatas medidas que usamos para parara pandemia estão agora sendo muito frequentemente ignoradas”, justamente quando em mais três ou quatro meses poderemos vacinar todo o país, com o início ontem da vacinação com doses da Jonhson & Jonhson (J&J) e a parceria com a Merck para aumentar a produção.

“Sem mandato ou não, como indivíduos e comunidades, ainda podemos adotar as medidas de saúde pública corretas para nos proteger e proteger os outros”, disse ela, citando o uso de máscaras, distanciamento social e higiene nas mãos, entre outras.

O assessor da Casa Branca para Covid-19, Andy Slavitt, disse que “estamos usando áreas onde temos controle federal e estamos sendo claro, esperamos que outras autoridades eleitas nos ouçam”.

Ele disse ainda que a Merck será capaz de dobrar a capacidade de produção da J&J com a parceria, e que a aceleração na vacinação do país será possível devido ao grande apoio do setor privado ao plano do presidente Joe Biden de vacinar as pessoas o mais rapidamente possível.

Ontem, o governador do Texas, Greg Abbott, anunciou que as empresas do estado serão capazes de operar em plena capacidade, e os residentes não serão mais obrigados a usar máscaras. Outros estados como Mississipi, Arkansas, Carolina do Norte e Virgínia também afrouxaram medidas restritivas.