Ministro da Economia argentino classifica de valiosa reunião com FMI

Bandeira argentina na Casa Rosada / Foto: Nações Unidas

Buenos Aires – O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, classificou de valiosa a reunião com a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, para promover as renegociações da dívida de US$ 45 bilhões contraída em 2018.

Guzmán também chamou a dívida externa de “insustentável” e acrescentou que espera que a continuidade de Georgieva como diretora “continue dando passos que mudem o ‘ethos’ do FMI, deixando para trás aquele moldado pelo poder financeiro global que contribuiu para um mundo mais desigual e inseguro por outro que favoreça o desenvolvimento sustentável das pessoas”.

Por sua vez, a diretora-gerente do FMI disse que “espera continuar nosso trabalho próximo para enfrentar os desafios da Argentina e construir uma recuperação mais sustentável e inclusiva.”

Guzmán também se reuniu com autoridades do Departamento do Tesouro do Estados Unidos, em reunião na qual estiveram presentes o assessor da secretaria do Tesouro, David Lipton, e o subsecretário de Relações Institucionais, Andy Baukol.

A reunião entre Guzmán e Georgieva ocorreu no mesmo dia em que o FMI melhorou as perspectivas de crescimento econômico da Argentina para 2021 de 6,4% estimado em julho deste ano para 7,5%, e estima um crescimento de 2,5% em 2022. O FMI não publicou projeções para a inflação argentina, no âmbito das negociação da dívida.

Tradução: Cristiana Euclydes