Maia e Alcolumbre criticam postura de Bolsonaro sobre isolamento

312
Brasilia - Congresso Nacional recebe iluminação especial para o Dia Mundial das Doenças Raras, celebrado em 29 de fevereiro em anos bissextos, e em 28 de fevereiro nos demais anos (Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)

São Paulo – Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, divulgaram nota conjunta na qual cobram do presidente Jair Bolsonaro que não insista na postura contrária ao isolamento social. As informações são da “Agência Câmara’.

Na avaliação dos dois chefes do Legislativo, essa atitude estimula um falso conflito entre saúde e economia. Além disso, o presidente da Câmara e do Senado lamentaram a demissão de Luiz Henrique Mandetta.

Maia e Alcolumbre defendem que a condução de Mandetta foi responsável e irreparável na condução de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Os dois ainda fizeram um apelo à união ao bom senso de todos dos poderes para que possa combater o coronavírus.