Há milhares de mortos na Ucrânia além do que foi reportado, diz ONU

128
bandeira da Ucrânia
Bandeira da Ucrânia / Créditos: Pixabay

São Paulo – Há milhares de civis mortos na Ucrânia além dos 3.381 relatados pela Organização das Nações Unidas (ONU) desde o início da invasão russa ao país, informou nesta terça-feira (10) a chefe da Missão de Monitoramento dos Direitos Humanos da ONU na Ucrânia, Matilda Bogner.

“Temos trabalhado em estimativas, mas tudo o que posso dizer por enquanto é que é milhares de vezes mais alto do que os números que demos atualmente”, disse a autoridade em entrevista em Genebra, quando questionada sobre o número total de mortos e feridos.

“O grande buraco negro é realmente Mariupol, onde tem sido difícil ter acesso total e obter informações totalmente confirmadas”, acrescentou, referindo-se à cidade portuária no Sudeste da Ucrânia, palco dos combates mais pesados da guerra.

Bogner revelou que sua equipe também está investigando “alegações confiáveis” de tortura tanto pelas forças russas quanto ucranianas.

“Em termos da extensão das violações pelas forças ucranianas – embora a escala seja significativamente maior do lado das alegações contra as forças russas -, também estamos documentando as violações pelas forças ucranianas”, disse ela.