Gol recebe aprovação para reestruturação financeira do Tribunal de Falências de NY

156

São Paulo, SP – A Gol recebeu hoje a aprovação do Tribunal de Falências do Distrito Sul de Nova York dos Estados Unidos para a reestruturação financeira legal da companhia, iniciada em 25 de janeiro de 2024. As aprovações concedidas pelo Tribunal dos EUA na audiência First Day hearing garantem que a GOL continuará operando normalmente durante o processo, conforme comunicado anteriormente.

Como esperado, o Tribunal dos EUA aprovou o acesso provisório parcela inicial dos US$ 950 milhões do financiamento na modalidade devedor em posse (DIP) que foi concedido por membros do Grupo Ad Hoc de Bondholders da Abra e outros Bondholders da Abra. A GOL buscará aprovação final para acessar integralmente o financiamento em audiência que será realizada nas próximas semanas.

Enquanto isso, a GOL ter  acesso imediato à parcela disponibilizada da nova liquidez. Com a aprovação, a GOL honrará todos os compromissos com parceiros de negócios e fornecedores de bens e serviços prestados a partir da data de início do processo em 25 de janeiro de 2024, além do pagamento de salários aos colaboradores.

A companhia informou que, com acesso aos recursos, continuará oferecendo voos seguros e serviços confiáveis a baixo custo, “proporcionando a melhor experiência de viagem aos clientes”.

“Os clientes podem continuar a organizar viagens e a voar como sempre fizeram, incluindo a utilização de passagens e vouchers, além da compra e utilização de milhas acumuladas por meio do Programa de Fidelidade Smiles”, disse a empresa. Da mesma forma, os acordos de codeshare e interline da GOL permanecem disponíveis aos clientes.

“Estamos satisfeitos com o início bem-sucedido da nossa reestruturação financeira legal. A obtenção da autorização do Tribunal dos Estados Unidos para acesso a novos financiamentos permitirá à GOL continuar operando normalmente, conforme prevíamos, afirma Celso Ferrer, CEO da GOL. O propósito da GOL é Ser a Primeira para Todos e iniciamos esse processo não apenas para o benefício da nossa companhia e dos nossos Colaboradores, mas para nos tornarmos uma companhia aérea ainda mais forte para os
nossos Clientes, fornecedores e todos os nossos parceiros. Avançando com o apoio dos nossos credores, estamos confiantes de que continuaremos a avançar nas nossas estratégias de longo prazo, incluindo a melhoria da acessibilidade, da experiência de viagem e da escolha do Cliente. Agradecemos à nossa talentosa equipe e parceiros, fornecedores e passageiros dedicados por seu apoio contínuo”, conclui o comunicado.

A empresa aérea anunciou hoje que fechou o ano de 2023 com uma dívida de cerca de R$ 20,176 bilhões. O resultado, contudo, é preliminar, pois ainda não foi examinado por auditores externos.

Chapter 11

O Chapter 11 é um processo judicial dos Estados Unidos, bem estabelecido e flexível para a reestruturação de empresas com operações em múltiplas jurisdições. O processo permite que as empresas fortaleçam a sua posição financeira, enquanto continuam a operar normalmente, sujeitas a supervisão e aprovação do sistema judicial dos Estados Unidos. O processo do Chapter 11 tem sido utilizado com sucesso por muitas companhias aéreas internacionais, incluindo, Aeroméxico, American Airlines, Delta Airlines, LATAM Airlines, United Airlines e Avianca Colômbia. A Scandinavian Airlines está também se reorganizando por meio de um processo de Chapter 11.