EUA reiteram apoio a Brasil na OCDE, mas priorizam Argentina

139

Por Gustavo Nicoletta

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o secretário de Estado do país, Mike Pompeo, reiteraram que o governo norte-americano apoia o ingresso do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), embora tenha priorizado o ingresso da Argentina e da Romênia ao órgão.

“O comunicado conjunto publicado em março torna absolutamente claro que eu apoio o Brasil começar o processo para ser membro integral da OCDE. Os Estados Unidos está comprometido com esta posição e com Jair Bolsonaro”, disse Trump, classificando de “notícia falsa” uma reportagem da agência de notícias “Bloomberg” segundo a qual os Estados Unidos rejeitaram a entrada do Brasil na OCDE.

Pompeo, por sua vez, disse que a reportagem “não representa corretamente a posição dos Estados Unidos em relação à expansão da OCDE” e que o país é um “apoiador entusiástico” do ingresso do Brasil no órgão.

O comunicado conjunto publicado em março diz que “o presidente Trump manifestou seu apoio para que o Brasil inicie o processo de acessão com vistas a tornar-se membro pleno da OCDE. De maneira proporcional ao seu status de líder global, o presidente Bolsonaro concordou que o Brasil começará a abrir mão do tratamento especial e diferenciado nas negociações da Organização Mundial do Comércio, em linha com a proposta dos Estados Unidos.”

O compromisso dos Estados Unidos em apoiar a candidatura da Argentina para a OCDE é mais antigo do que o firmado com o Brasil, e foi explicitado publicamente em agosto de 2017 durante visita do presidente argentino, Mauricio Macri, ao país.