EUA duvidam que Rússia pagou talibã para matar militares do país, diz Trump

222
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. (Foto: Divulgação/ Casa Branca)

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que oficiais da inteligência norte-americana acreditam serem falsas as acusações de que a Rússia pagou membros do movimento talibã para matar militares dos Estados Unidos.

“A Intel acabou de me informar que não achou essas informações críveis e, portanto, não as denunciou a mim ou à vice-presidente Mike Pence. “Possivelmente outra mentira russa, ou uma Fake News do New York Times, querendo fazer os republicanos parecerem ruins!”, escreveu Trump em sua conta do Twitter ontem à noite.

Na manhã de domingo, no entanto, Trump afirmou que ninguém havia informado a ele sobre as suspeitas de que a Rússia estaria envolvida nos ataques do Talibã aos militares norte-americanos.

“Ninguém me informou ou disse ao vice-presidente Pence ou ao Chefe de Gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, sobre os supostos ataques de russos às nossas tropas no Afeganistão, como relatado através de uma “fonte anônima” do Fake News New York Times. Todo mundo está negando e não houve muitos ataques contra nós”, disse ele no Twitter.

Segundo Trump, “ninguém foi mais duro com a Rússia do que a administração do seu governo”. Ele também pediu que o New York Times, veículo que primeiro reportou a notícias, divulgasse suas fontes.