Economia da zona do euro encolhe menos que o esperado no 1T21

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro no primeiro trimestre caiu 0,3% na comparação com os três meses anteriores e recuou 1,3% em relação ao primeiro trimestre de 2020, segundo dados da leitura final publicada pela agência de estatísticas Eurostat.

O dado revisa para cima a segunda leitura, que havia mostrado queda de 0,6% em base trimestral, e baixa de 1,8% em termos anuais. No quarto trimestre de 2020, o PIB da zona do euro havia encolhido 0,6% na comparação trimestral e 4,7% em base anual, segundo dados revisados.

Na União Europeia (UE), o PIB teve queda de 0,3% no primeiro trimestre em relação ao trimestre anterior, confirmando a leitura anterior, e recuou 1,2% em relação ao primeiro trimestre de 2020, uma revisão para cima de 0,4 ponto percentual (pp). No quarto trimestre de 2020, o PIB encolheu de 0,4% em base trimestral e de 4,4% em termos anuais.

Na comparação entre o primeiro trimestre deste ano e os três meses anteriores, os gastos das famílias tiveram uma contribuição negativa para o crescimento do PIB na zona do euro e na UE, enquanto a formação bruta de capital fixo e as variações nos estoques tiveram contribuição positiva.

Os gastos das famílias caíram 2,3% na zona do euro e 1,9% na UE, e a formação bruta de capital fixo aumentou 0,2% na zona do euro e 0,8% na UE. As exportações, por sua vez, aumentaram 1,0% na eurozona e 1,1% na UE, enquanto as importações avançaram 0,9% na zona do euro e caíram 1,1% na União Europeia.

A contribuição do saldo externo foi ligeiramente positiva para a zona do euro e neutra para a UE, enquanto as contribuições das despesas finais do governo foram neutras em ambas as zonas.