Duff&Phelps vê mais fusões e aquisições em 2021

327
Evolução do número de investidores em fundos imobiliários
Adriana Fornereto/CMA

São Paulo – Os setores que devem ter mais relevância nas operações de fusões e aquisições em 2021 serão o agronegócio, tecnologia, varejo e educação, além dos tradicionais, como energia, infraestrutura e financeiro, disse Alexandre Pierantoni, diretor geral da consultoria Duff & Phelps, em evento da M&A Community.

O setor de infraestrutura deve manter sua relevância em fusões e aquisições, principalmente em portos e rodovias, disse o executivo.

Segundo o executivo, os desafios devem ser vistos no aspecto estrutural e na necessidade de se retomar as reformas, para que o setor de mercado de capitais e fusões e aquisições tenham uma estabilidade.

Entre janeiro e setembro, o valor dos investimentos em capital de risco em operações de venture capital no Brasil totalizou R$ 17,2 bilhões, segundo dados da KPMG apresentados por Pierantoni.

O executivo também destacou iniciativas de modernização do setor, como a regularização sobre fundos de investimento, pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), atualmente em consulta pública.

“O mercado de capitais tem um papel importante na reciclagem de capital da indústria de private equity, que depende de alavancagem para realizar as operações”, disse Mauro Tukiyama, sócio da RB Investimentos.