Diretora do Fed diz que economia está longe de atingir mandato duplo

A diretora do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Lael Brainard / Foto: Divulgação/ Fed

São Paulo – A economia dos Estados Unidos ainda está longe de atingir o pleno emprego e a estabilidade de preços apesar das perspectivas positivas com o lançamento de vacinas contra a covid-19 e o processo de imunização em curso, segundo a diretora do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Lael Brainard.

“A economia permanece longe de nossas metas em termos de emprego e inflação, e levará algum tempo para alcançar um progresso substancial, disse ela em texto preparado para um discurso para evento virtual em Nova York.

Brainard lembrou que 10 milhões de norte-americanos ainda estão fora do mercado de trabalho e que a taxa de desemprego real dos Estados Unidos é bem maior do que a informada em janeiro, de 6,3%.

“Quando levamos em consideração os mais de 4 milhões de trabalhadores que deixaram a força de trabalho desde o início da pandemia, bem como erros de classificação, a taxa de desemprego está perto de 10,0% atualmente – muito mais alta do que a taxa de desemprego de 6,3% [de janeiro]”, afirmou.

Diante desse cenário, ela pediu paciência para que o Fed possa alcançar seu mandato duplo. “Precisamos ser pacientes para alcançar os resultados estabelecidos em nossa orientação”, afirmou Brainard, acrescentando que quando chegar o momento de elevação da taxa de juros,  “as mudanças na taxa básica provavelmente serão graduais”.

Em março, o Fed cortou a taxa de juros para a faixa atual de zero a 0,25% ao ano – patamar no qual deve ser mantida até, pelo menos, 2023. Além disso, o banco central norte-americano retomou as compras de ativos, atualmente em pelo menos US$ 120 bilhões ao mês, e lançou diversos programas de crédito emergenciais.