Democratas podem cortar proposta de ajuda pela metade, diz Pelosi

142
Nancy Pelosi EUA Câmara
A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, ao centro. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo — A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, disse que os democratas no Congresso estão dispostos a cortar sua proposta de ajuda ao novo coronavírus pela metade para chegar a um acordo com a Casa Branca e os republicanos.

“Estamos dispostos a cortar nossa proposta pela metade para atender às necessidades agora. Vamos retomar isso em janeiro. Vamos vê-los novamente em janeiro. Mas, por enquanto, podemos cortar a conta pela metade”, disse ela durante entrevista online ao Politico.

Em maio, a Câmara aprovou uma legislação avaliada em cerca de US$ 3,5 trilhões em alívio ao novo coronavírus. Diante do impasse nas negociações com o governo e os republicanos, os democratas ofereceram uma redução de US$ 1 trilhão em relação à proposta original, mas a Casa Branca rejeitou.

Falando mais cedo à rede CNBC, o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, disse que as negociações estavam paralisadas diante da recusa da oposição democrata em discutir qualquer acordo razoável para fornecer alívio aos norte-americanos e empresas afetadas pela pandemia.

“Começamos com US$ 1 trilhão e concordamos em aumentar essa proposta em várias áreas em um esforço para chegar a um acordo”, disse ele. “Eles não baixaram [a proposta de US$ 3,5 trilhões]. Nunca nos fizeram uma proposta de US$ 2,0 trilhões”, acrescentou.

Mnuchin repetidamente trocou farpas com Pelosi e com o líder da minoria no Senado, Chuck Schumer sobre o tamanho e o conteúdo da próxima rodada de alívio para combater os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus. Ambos os lados acusaram o outro de não querer se envolver em negociações sérias.