Governo nega que correção em Wall Street esteja ligada a desempenho fraco da economia

265
Foto: Myles Davidson / freeimages.com

São Paulo – A pesada correção que o mercado de ações norte-americano está enfrentando desde ontem não é um sinal de que a recuperação da economia dos Estados Unidos está comprometida e que o desempenho será ruim no próximo ano, disse o principal conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

“O mercado de ações vinha registrando recordes consecutivos graças ao desempenho do setor de tecnologia, que agora passa por uma correção. Nada tem a ver com a economia. Os recentes recordes demonstram a confiança do investidor na recuperação econômica deste ano e no próximo, algo que não foi comprometido”, afirmou ele em entrevista para Bloomberg News.

Wall Street está mergulhada em uma onda de venda massiva que foi desencadeada por uma queda nas ações de tecnologia. Ontem, o setor no S&P 500 sofreu sua maior baixa diária desde março.

Até então, tecnologia vinha apoiando recordes sucessos em Nova York. Desde 23 de março, o segmento subiu cerca de 70%. No ano, a tecnologia avançou mais de 30%. Essa alta era explicada pela crença dos investidores de que gigantes como Amazon manteriam os seus negócios intactos mesmo em meio à crise do novo coronavírus.