BR Distribuidora registra lucro de R$ 234 mi no 1T20

156

São Paulo – A BR Distribuidora registrou lucro líquido de R$ 234 milhões no primeiro trimestre de 2020, queda de 50,9% na comparação anual. Segundo a companhia, o resultado foi impactado positivamente por recebimento de dívidas da Eletrobras.

A receita líquida foi de R$ 21,188 bilhões no período, 5,5% menor que o visto no mesmo intervalo do ano anterior. O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado diminuiu 36,6% no trimestre e somou R$ 545 milhões.

No relatório de resultados, a empresa explicou ainda que, apesar de iniciada apenas nos últimos dias do primeiro trimestre, à crise desencadeada pelo coronavírus foi capaz de produzir reduções relevantes mesmo nos volumes médios de venda do trimestre.

Os volumes de venda no ciclo otto sofreram na última semana de março uma redução de 55% em relação à média diária acumulada desde o início do trimestre, enquanto os volumes de diesel sofreram redução de 25% e os do segmento de aviação, redução de 60% na mesma comparação.

Como consequência, os volumes médios totais do trimestre apresentaram queda de 7,4% em relação ao quarto trimestre de 2019, sendo 14,9% de redução no ciclo otto, 6,5% no diesel e 8,2% na aviação. No trimestre, o market share total da BR permaneceu estável em 25,6% em relação ao quarto trimestre do ano passado.

O volume de vendas foi de 9,1 bilhões de metros cúbicos (m/3) no trimestre, número 5,9% inferior que o visto em igual período do ano passado.

Do total, 4,956 bilhões de m/3 foi para a rede de postos, queda de 6,5% na comparação anual, enquanto 3,402 bilhões de m/3 para o mercado de grandes consumidores, queda de 3,1%, na base anual, 833 mil para o setor de aviação, queda de 12,7%.

No período, a margem bruta da empresa foi de R$ 103 por m/3, 36,8% menor que o mesmo período do ano anterior.

Ao final do trimestre, a dívida líquida da BR era de R$ 3,923 bilhões, valor 65,1% maior que o mesmo período de 2019. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por ebitda ajustado, era de 1,4 vez, alta de 0,5 vez na comparação anual.