Após rumores, Bolsonaro exonera Maurício Valeixo como diretor da PF

O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Marcos Corrêa/PR)

São Paulo – Após rumores em torno do nome do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Leite Valeixo, o presidente Jair Bolsonaro publicou no Diário Oficial da União (DOU) a exoneração do então diretor. O decreto também é assinado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro.

Ontem, após saber da decisão do presidente, Moro ameaçou pedir demissão do cargo já que Valeixo foi sua escolha e é seu homem de confiança dentro da Polícia Federal. O nome do substituto ainda não foi escolhido.

Porém, no meio da tarde de ontem, por meio da assessoria do Ministério de Justiça, o ministro negou que tenha pedido demissão do cargo. Uma publicação do jornal “Folha de S.Paulo” havia afirmado que Moro tinha decidido pedir demissão do cargo com a decisão de Bolsonaro.

A notícia foi o suficiente para a aprofundar a queda do Ibovespa, que chegou a cair mais de 2%, mas fechou em baixa de 1,25%, aos 79.673,30 pontos. O mercado financeiro ficou reticente com a decisão do presidente de exonerar Valeixo e a decisão de demissão de Moro.