Vale prevê produção de minério de ferro entre 310 mi e 320 mi de toneladas em 2024

215
Pilha de briquete. Foto: Divulgação/Vale.

São Paulo, SP – A Vale divulgou hoje um relatório com atualização de suas projeções para os próximos anos, com aumento na produção de minério de ferro, pelotas, níquel e cobre.

Para o minério de ferro, a estimativa é produzir, aproximadamente, 315 milhões de toneladas em 2023, com projeções de crescimento para 2024 (310 mi e 320 mi), 2026 (340 mi e 360 mi) e 2030+ (>360 mi). A previsão para os custos all-in de produção de minério de ferro é de queda nos próximos anos em relação a 2023.

A produção de cobre deve ficar entre 320 mil e 355 mil toneladas em 2024, acima do valor estimado para 2023, de 325 milhões. Para 2026, a produção de cobre deve chegar a 410 milhões. Já a produção de níquel deve ficar entre 160 mil e 230 mil toneladas entre 2024 e
2026.

A companhia prevê custos de US$ 2,9 bilhões em 2023 para compromissos relacionados aos desastres de Brumadinho e Mariana. Para 2024 e 2025, o valor será de US$ 3 bilhões.

Em Capex, a mineradora prevê desembolsos entre US$ 6 e US$ 6,5 bilhões em média por ano, durante o período entre 2023 e 2024.

O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) deve ficar entre US$ 15,2 bilhões até US$ 31 bilhões, dependendo das seguintes premissas: média anual de preço do minério de ferro (referência de 62% de Fe) variando de US$ 90/t até US$ 130/t média anual de preço do níquel (LME) variando de US$/t 16.000/t até US$ 24.000/t; média anual de preço do cobre (LME) variando de US$ 7.000/t até US$ 11.000/t.

O rendimento de fluxo de caixa ao acionistas (Free Cash Flow yield) em 2026 deve ficar entre 5,2% e 23,2%, dependendo das seguintes premissas: média anual de preço do minério de ferro (referência de 62% de Fe) variando de US$ 90/t até US$ 130/t; média anual de preço do níquel (LME) variando de US$/t 16.000/t até US$ 24.000/t; média anual de preço do cobre (LME) variando de US$ 7.000/t até US$ 11.000/t.

“Considerando uma TIR média ponderada de 30+% para os projetos de Solução de Siderurgia e de 15+% para a Metais de Transição Energética, a criação de valor potencial é de US$ 4 bilhões”, concluiu o comunicado.