Trump defende pacote de estímulos antes de eleição e volta a criticar oposição

128

São Paulo – O presidente norte-americano, Donald Trump, voltou a defender a liberação de uma nova rodada de estímulos antes da eleição de 3 de novembro, mas afirmou que essa possibilidade é pequena diante do temor da oposição democrata de que a ajuda possa ter um efeito político prejudicial neste momento.

“Queremos fazer isso porque as pessoas precisam de ajuda e deveriam obtê-la”, disse Trump em entrevista para a Fox News. “Mas aqui está o problema: ela não quer fazer nada até depois da eleição porque acha que isso a ajuda. Na verdade, acho que nos ajuda porque todo mundo sabe que ela é quem está quebrando o acordo”, acrescentou ele, referindo-se à presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi.

A declaração acontece no dia em que se encerra o prazo de 48 horas dado por Pelosi para que a Casa Branca defina se vai ceder para reter um pacote de estímulos antes das eleições.

Ontem, um assessor de Pelosi disse que as diferenças entre o governo e a oposição estavam diminuindo e indicou que hoje, a democrata se reuniria novamente com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, para definir os rumos da ajuda adicional.