Setor portuário transporta 105 milhões de toneladas em novembro

314

São Paulo, SP – Os Terminais Privados (TUPs) e os principais portos brasileiros movimentaram mais de 105 milhões de toneladas em todo o mês de novembro de 2023, segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). O volume é 10% maior do que o total registrado no mesmo período de 2022 e segue a tendência de crescimento observado no mercado portuário nos últimos meses.

A alta na movimentação de carga foi impulsionada pelo transporte de minério de ferro e de petróleo (óleo bruto), que, juntos, contaram com mais de 52 milhões de toneladas transportadas. Com 33 milhões de cargas movimentadas em novembro, o minério de ferro foi o item mais movimentado pelos portos e TUPs pelo país, com aumento de 7,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. A maior alta no percentual ficou com petróleo, com crescimento de 18,9%.

Entre os itens mais movimentados, a carga conteinerizada ficou em terceiro lugar no mês, com 10,9 milhões de toneladas transportadas, o volume representa crescimento percentual de 9,7% em comparação a novembro de 2022.

Os Terminais de Uso Privado (TUPs) tiveram movimentação de 68,1 milhões de toneladas de cargas transportadas no penúltimo mês de 2023. O resultado foi 5,8% superior em comparação ao mesmo período do ano anterior. Com 13,9 milhões de toneladas movimentadas, o terminal Ponta da Madeira, localizado no Maranhão, foi o TUP com maior volume despachado.

Entre os portos organizados, o de maior transporte no mês de novembro, mais uma vez, foi o Porto de Santos, com 12,2 milhões de toneladas movimentadas. O resultado representa aumento de 28,7% quando comparado a novembro de 2022. O porto foi responsável por 32,5% de toda a movimentação portuária pública do período.

Os portos organizados operaram 37,5 milhões de toneladas no penúltimo mês de 2023, o que representa um aumento de 18,8% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e novembro de 2023, o setor portuário movimentou cerca de 1,186 bilhão de toneladas. O volume representa aumento de 6.34% em comparação com o mesmo período do ano passado. A carga mais movimentada no modal neste período é o Minério de Ferro, com 348,7 milhões de toneladas movimentadas, alta de 6,5% na comparação com igual período de 2022.