Senadores não deixarão Washington sem pacote de alívio, diz McConnell

287
O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnel / Foto: senador Mitch McConnel

São Paulo – O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o republicano Mitch McConnell, disse que os legisladores não deixarão Washington este ano até que concordem com um novo pacote de alívio ao novo coronavírus.

“Vamos ficar aqui até conseguirmos um pacote [de ajuda] à covid-19, e não importa quanto tempo leve”, disse ele durante entrevista coletiva.

Segundo McConnell, ideia é que os legisladores possam elaborar um projeto de lei de gastos do governo junto com o auxílio ao novo coronavírus.

McConnell fez os comentário antes de uma reunião com a presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, e com os principais líderes do Congresso norte-americano para discutir um pacote de ajuda ao novo coronavírus e também uma lei de gastos mais ampla.

A reunião aconteceu depois que ontem um grupo bipartidário do Congresso apresentou uma proposta de US$ 908 bilhões em alívio, que foi dividida em duas partes para facilitar a sua aprovação.

A primeira parte do plano é de US$ 748 bilhões e prevê US$ 300 por semana em benefícios aos desempregados e US$ 300 bilhões para o Programa de Proteção ao Pagamento (PPP). A segunda parte, de US$ 160 bilhões, inclui as áreas mais contenciosas de proteção de responsabilidade empresarial e ajuda financeira aos governos estaduais e municipais.

Além disso, os legisladores também precisam se apressar para aprovar uma lei de gastos que mantenham as atividades do governo até 30 de setembro, quando acaba o ano fiscal nos Estados Unidos. Atualmente está em vigor uma medida de uma semana que dura até sexta-feira.