Senado dos EUA aprova lei de gastos de curto prazo que evita paralisação

237
Fachado do Capitólio, em Washington / Foto: Divulgação / Governo britânico

São Paulo – O Senado dos Estados Unidos aprovou, por 84 a 10, o projeto de lei para financiar o governo norte-americano até dezembro e evitar a paralisação das atividades federais com o fim do ano fiscal que se encerra hoje.

A Câmara dos Deputados havia aprovado a legislação na semana passada. A medida segue para o presidente norte-americano, Donald Trump, que deve sancioná-la para garantir que o financiamento do governo não diminua durante uma pandemia do novo coronavírus e antes das eleições de 3 de novembro.

O projeto de lei aprovado pelos senadores norte-americanos mantém as agências federais funcionando até 11 de dezembro deste ano. Até lá, os legisladores precisam discutir a legislação de gastos para manter o governo funcionando até setembro de 2021.

Democratas e republicanos chegaram a um acordo sobre a lei de gastos de curto prazo na semana passada, após uma divergência sobre a inclusão de financiamento agrícola. Os lados chegaram a um acordo sobre uma proposta que inclui proteção para impedir que os fundos da agricultura vão para grandes empresas de petróleo, de acordo com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi.