Relator de reforma tributária diz ser contra elevar carga/impostos

158
Foto: Shutterstock

São Paulo – O deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da proposta de reforma tributária da Câmara, disse ser contrário a elevar a carga de impostos cobrados da população e que considera legítima a discussão de um novo imposto sobre transações, como propõe o ministro da Economia, Paulo Guedes.
Reafirmo, porque também ão sou de tergiversar, defendo minhas convicções de maneira muito clara. respeito o contraditório e a opinião de ada um sem julgar opinioão de ninugém, porque respoeito a todos,
“De forma alguma, nem esse relator nem o parlamento estará interditando o debate”, disse ele, em resposta a comentários anteriores de Guedes sobre manifestações públicas do presidente Jair Bolsonaro e dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-AP) e Davi Alcolumbre (DEM-AP), contra o debate de um imposto semelhante à antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).
“Não sou de fato, ministro, preso a dogma algum, mas defendo convicção que acho que nos é comum. Da minha parte não vou contribuir para que haja aumento da carga tributária. Qualquer tipo de imposto que seja criado para aumentar carga tributária não contará com minha convicção”, disse ele.
Ribeiro afirmou ser contrário a um aumento na carga tributária por considerar isso um “mau hábito” e uma “equação muito fácil” para cobrir o buraco nas contas públicas.