Reino Unido alivia restrições com apoio de dados, diz Johnson

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson / Foto: Andrew Parsons / No 10 Downing Street

São Paulo- O governo do Reino Unido inicia hoje mais uma etapa de seu plano de alívio de restrições para conter a propagação do novo coronavírus, e os dados apoiam este “roteiro para a liberdade”, de acordo com o premiê britânico, Boris Johnson.

A partir de hoje, as pessoas podem se reunir em grupos até seis pessoas ou de duas famílias, e instalações de esportes ao ar livre são reabertas. O governo britânico orienta os cidadãos a permanecem perto de casa, e a realizarem trabalho remoto sempre que possível.

“Do jeito que as coisas estão, não consigo ver absolutamente nada nos dados para me dissuadir de continuar ao longo de nosso roteiro para a liberdade, desbloqueando nossa economia e voltando à vida que amamos”, disse o premiê, em discurso no final de semana.

“Finalmente poderei ir ao barbeiro. Mas mais importante do que isso, vou ser capaz de descer a rua e com cautela, mas de forma irreversível, vou beber um copo de cerveja no pub”, disse ele.

Johnson disse que o alívio das medidas de contenção é possível pelo progresso na vacinação contra covid-19 o país. “Estamos em um mundo diferente da primavera passada. Essa mudança é resultado de um acontecimento gigante: a aplicação de vacinas mais rapidamente que este país já viu”, disse.

“No final, nada disso teria sido possível sem o gênio inovador e o poder comercial e, você sabe o que vou dizer, o poder do setor privado. A economia de livre mercado está no centro desta implementação da vacina”, disse ele. “Há uma grande lição imperdível sobre a necessidade de assumir riscos privados, a energia capitalista”.

O plano de reabertura do governo britânico começou em 8 de março com a reabertura de escolas de universidades, e prevê um desconfinamento em quatro etapas, a última delas esperada para o final de junho, com a retirada de restrições a contatos sociais e a permissão de grandes eventos públicos.

O número de casos de covid-19 no Reino Unido caiu significativamente desde que atingiu sua taxa mais alta em janeiro, mas o país divulgou 6.277 novas infecções na sexta-feira, para um total de 4.339.153 contaminações.