Radar do Dia: Trump critica pacote de US$ 900 bi e ameaça veto

291

São Paulo –  As bolsas da Europa e os futuros dos índices de ações dos Estados Unidos operam em alta mesmo após a ameaça do presidente Donald Trump de vetar o projeto de lei de US$ 900 bilhões de alívio pelo novo coronavírus, que foi aprovado no Congresso norte-americano.

Trump chamou o pacote de estímulos de desgraça e solicitou mudanças, como nos pagamentos diretos às famílias e afirmou que o projeto de lei “não nem nada a ver com covid”, e inclui assistência ao Camboja, aos militares no Egito, a programas de democracia e gênero no Paquistão, além de envios à Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Panamá e outros países, bem como centros de arte “que nem estão abertos” devido à pandemia.

Na Europa, ainda existe a esperança de um acordo amigável do divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia antes o dia 31 de dezembro deste ano.

No Brasil, as discussões giram em torno das contas para o próximo ano. Com o aumento de despesas obrigatórias, o Ministério da Economia deve fazer um corte de R$ 10 bilhões a R$ 20 bilhões no orçamento.

Na agenda do dia, atenção para os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes a novembro.

Em âmbito corporativo, o conselho de administração do Magazine Luiza aprovou a distribuição de juros sobre o capital próprio no valor bruto de R$ 170 milhões, correspondentes a R$ 0,0263019985 por ação, considerando 6.463.387.160 ações ordinárias, já excluídas as ações em tesouraria.

O Carrefour, por meio de sua controlada Atacadão, concluiu a compra de duas lojas e um posto de combustível da rede Makro, localizadas nos Estados do Rio de Janeiro e Distrito Federal, por R$ 96,5 milhões.

A Petrobras celebrou contratos de longo prazo com a Braskem para fornecimento de até 2 milhões de toneladas por ano de nafta petroquímica para a unidade industrial do estado de São Paulo, estimado em R$ 19 bilhões, de 23 de dezembro até 31 de dezembro de 2025, e de etano e propano para a unidade industrial do estado do Rio de Janeiro, por R$ 7,6 bilhões, de 1 de janeiro de 2021 até 31 de dezembro de 2025. As quantidades contratuais de etano e propano, somadas, são equivalentes à produção, pela Braskem, de 580 mil toneladas por ano de eteno.

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) informou que sua subsidiária indireta UEG Araucária (UEGA) e a Petrobras celebraram contrato interruptível de suprimento de gás natural, com vigência de 1 de janeiro até 31 de dezembro de 2021, para o fornecimento de 2,150 milhões de metros cúbicos (m/3) de combustível por dia, sem obrigatoriedade de retirada. Com isso, a UEGA permanecerá disponível ao Sistema Interligado Nacional (SIN) e poderá ser despachada a critério do Operador Nacional do Sistema (ONS).
O valor de Custo Variável Unitário (CVU) para a UEGA, homologados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é de R$ 468,39 por megawatt-hora (MWh), a ser aplicado pelo ONS a partir do Programa Mensal de Operação (PMO) de janeiro até 30 de abril de 2021, e pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

A Equatorial Maranhão aprovou, em Assembléia Geral Extraordinária, a eleição de novos membros do conselho de administração da companhia; o aumento do capital autorizado, de R$ 1,5 bilhão para R$ 1,8 bilhão, e a alteração do estatuto social para refletir o aumento de capital social. Foram eleitos até a assembleia geral que examinar as contas do exercício social findo em 31 de dezembro de 2022, os membros Sérvio Túlio dos Santos e Marise Grinstein, e registrada a renúncia de Firmino Ferreira Sampaio Neto, ao cargo de membro efetivo e presidente do colegiado.

A B3 decidiu descontinuar o Programa Destaque em Governança de Estatais (PDGE) com o objetivo de refletir a evolução do cenário legal e regulatório brasileiro e as contribuições do programa para a legislação brasileira, disse a companhia, em nota. Em cinco anos de existência, seis estatais brasileiras aderiram ao PDGE, disse a companhia.

O conselho de administração da Cielo aprovou a distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP), no montante total de R$ 151,5 milhões, referente ao exercício de 2020, aos acionistas, no dia 17 de fevereiro de 2021, com base na posição acionária de 29 de dezembro.

O conselho de administração da subsidiária da Eletrobras, Furnas, aprovou um acordo judicial, referente a um processo ajuizado pela Light contra a companhia, objetivando reaver quantias pagas indevidamente à Furnas, a título de tarifa de suprimento de energia, no ano de 1986, no valor de R$ 496 milhões.

O conselho de administração da Yduqs aprovou a contratação de operação de crédito junto ao Banco do Brasil, no valor principal de até R$ 100 milhões, que terá prazo de vencimento de até 420 dias contados da data da emissão da cédula de crédito bancário.

O conselho de administração da Minerva aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP), no montante total bruto de R$ 22,45 milhões, correspondentes a R$ 0,0427347495 por ação, referentes ao período de outubro a dezembro de 2020, aos acionistas com posição em 30 de dezembro. A distribuição ocorrerá em 11 de janeiro de 2021.