RADAR DO DIA: Investidores cautelosos antes de decisão do Copom

216

São Paulo – O Ibovespa deve operar de lado diante da expectativa da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). O levantamento feito pelo Termômetro CMA mostra que subiu para 29 o total de instituições financeiras que preveem corte de 0,75 ponto percentual (pp) na taxa básica de juros, para 2,25% ao ano (aa).

O indicativo deve ser corroborado após a fala do presidente Jair Bolsonaro de que vai tomar “todas as medidas legais” para “proteger a Constituição” após “abusos” ocorridos nas últimas semanas, sem especificar que tipo de ações considerou abusivas nem quais ações pretende tomar.

Ontem, a Polícia Federal cumpriu 21 mandados de busca e apreensão relacionados ao inquérito 4.828, que investiga a origem de recursos e a estrutura de financiamento de grupos suspeitos da prática de atos contra a democracia. Na segunda-feira, sob o mesmo inquérito, ocorreram prisões entre elas a de Sara Winter, identificada como uma das líderes do acampamento 300 do Brasil, em Brasília.

O desagravo entre Legislativo e Judiciário continua no radar após o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmar que os ataques direcionados à corte, como o ocorrido no último sábado, estão sendo financiados ilegalmente e contam com apoio de membros do Estado.

O Ministério Público Federal (MPF) determinou a abertura de inquérito para investigar o lançamento de fogos de artifício em direção ao prédio do STF no sábado. Também foi solicitada perícia no local a fim de identificar danos ocorridos no edifício e resguardar provas processuais.

Na semana passada, no entanto, um pedido de vista apresentado pelo ministro Alexandre de Moraes interrompeu o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de duas ações ajuizadas contra o presidente Jair Bolsonaro e o vice-presidente Hamilton Mourão. Elas pedem a cassação da chapa formada por ambos nas eleições de 2018.

Por outro lado, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Og Fernandes, vai analisar nos próximos dias se inclui provas colhidas no inquérito do STF sobre notícias falsas em ações contra o presidente Jair Bolsonaro abertas pelo PT, o PCdoB e o Pros.

O ministro Dias Toffoli convocou sessão extraordinária para hoje para discutir uma ação que questiona o inquérito aberto por ele para apurar notícias falsas sobre a corte e ameaças a seus ministros.

Lá fora, a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de que ampliará o escopo de seu programa de compra de títulos corporativos, visando um portifólio “amplo e diversificado”, para garantir liquidez nos mercados e disponibilidade de crédito para grandes empregadoras ainda repercuti de forma positiva.

O otimismo é corroborado ainda por um possível plano de infraestrutura de quase US$ 1 trilhão pelo governo dos Estados Unidos, que seria direcionado para estradas e pontes, mas também para fundos de infraestrutura 5G e banda larga rural – este último assunto será abordado por Donald Trump na próxima quinta-feira (18).

Por outro lado, sinais de que o coronavírus voltou a ganhar força nos Estados Unidos e China, registrando dezenas de novos casos de infecção em Pequim e alguns estados norte-americanos pode pressionar os mercados de forma negativa.

Nos Estados Unidos às atenções seguem voltadas para o aumento dos protestos contra a violência policial e o racismo que, além da morte de George Floyd, um homem negro, que foi morto por enforcamento por um policial branco, desta vez um homem negro foi morto após nova ação policial em uma lanchonete na cidade de Atlanta.

Além disso, a Índia disse que 20 de seus soldados morreram em um confronto com tropas chinesas ao longo da fronteira disputada pelos dois países nas montanhas do Himalaia, o pior confronto militar entre os vizinhos com armas nucleares em décadas.

Em relação à pandemia causada pelo novo coronavírus, o número de mortes no mundo está em mais de 434 mil pessoas, de acordo com a contagem da universidade norte-americana Johns Hopkins, enquanto o número de casos no mundo já ultrapassou 7,9 milhões de infectados. O Brasil possui 928,834 mil casos confirmados, enquanto 45,456 mil pessoas morreram por causa da doença.

Ontem, o Ibovespa encerrou em alta de 1,25%, aos 93.531,17 pontos, acompanhando as bolsas no exterior que foram sustentadas por novas medidas de estímulo anunciadas por bancos centrais e pela expectativa sobre o plano de infraestrutura do governo norte-americano de quase US$ 1 trilhão.

Nesta manhã, os contratos futuros de ações dos Estados Unidos mostram uma abertura no campo positivo, refletindo a ampliação de ajuda do Fed, possível anúncio de Trump de um plano para infraestrutura e o desempenho melhor que o esperado do setor varejista.

Na Europa, as principais bolsas operam em alta de olho na recuperação da econômica global após paralisação pelo coronavírus e avanços de tratamento de vacina contra a doença.

Na Ásia, os principais índices do mercado de ações fecharam em alta, seguindo os fortes ganhos da véspera, após o Fed anunciar novos estímulos econômicos, embora os investidores estejam mais cautelosos após tensão geopolítica entre China e Índia e novos casos de coronavírus em alguns países.

EMPRESAS

O Banco do Brasil fez um aporte de R$ 15,9 bilhões no Fundo de Garantia de Operações (FGO), como determina a lei 13.999/2020, para a cobertura do risco de crédito em operações, limitado a 85% das perdas da carteira das instituições, no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

A Petrobras informou que o valor devido à Pré-sal Petróleo (PPSA), que administra os contratos de partilha de petróleo da União, referente a Sudoeste de Tartaruga Verde, até 31 de dezembro de 2019 é de R$ 74,225 milhões, que será ajustado até a data do pagamento.

A Eletronuclear, subsidiária da Eletrobras, dará início a parada para reabastecimento de combustível da usina nuclear de Angra 2 na próxima segunda-feira (22), que envolve a realização de aproximadamente 4.500 atividades programadas.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) rejeitou um termo de compromisso proposto pelo ex-diretor de Relações com Investidores da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), David Moise Salama, atual responsável pelas áreas de seguros, crédito e patrimônio, pela divulgação de fato relevante em dissonância com artigos da autarquia.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) absolveu o ex-diretor administrativo da Hering, Carlos Tavares D’Amaral pela venda de ações ordinárias com informações relevante ainda não divulgada ao mercado, prática conhecida como insider trading, antes da divulgação de resultados do primeiro trimestre de 2015.

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) firmou contrato de prestação de serviço público com o Município de Mauá e com o Governo do Estado de São Paulo.

O conselho de administração da Klabin aprovou um aumento de capital de R$ 399,445 milhões decorrente do bônus de subscrição da 7 emissão privada de debêntures.