RADAR DO DIA: Atenção aos EUA e fiscal no Brasil

147

São Paulo – Os investidores seguem atentos aos avanços das discussões sobre o pacote de estímulos fiscais nos Estados Unidos, no quadro de recuperação de Donald Trump, que contraiu covid, além do desempenho dos candidatos à vice-presidência da maior economia do mundo.

Diferente de Trump e Biden, Mike Pence e Kamala Harris candidatos à vices, respectivamente, discutiram programas de governo, embora o coronavírus e a China tenham sido a discussão central entre os dois.

Em relação ao pacote de estímulo, após rejeitar e suspender as negociações com os democratas, Trump disse que pressionará para que o Congresso estenda cheques de estímulos à população e tome medidas de ajuda a companhias aéreas, em uma espécie de “mini pacote”.

No Brasil, o destaque fica para as indefinições sobre a prorrogação do auxílio emergencial. Ontem, o ministro da Economia, Paulo Guedes, rejeitou a hipótese de estender o auxílio até 2021, assim como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Além disso, a expectativa é se o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizará que o presidente Jair Bolsonaro possa depor por escrito no processo em que é investigado por interferência na Polícia Federal (PF).

Na Ásia, as bolsas fecharam em alta, refletindo o avanço das negociações nos Estados Unidos, enquanto na Europa os investidores digerem a ata da última reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), que disse que permanece pronto para ajustar instrumentos se for necessário.

O ambiente na região é favorável após a diretora do BCE, Isabel Schmabel, afirmar que comprovadamente as ações emergenciais adotadas pela autoridade monetária da zona do euro durante a pandemia foram bem-sucedidas em estabilizar os mercados afetados pela turbulência.

Nos Estados Unidos, por sua vez, os investidores repercutem o debate entre Pence e Harris, além do estado de saúde de Trump e as negociações sobre o pacote de estímulos.

Na agenda, a expectativa é pela divulgação dos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos. Por aqui, os investidores ficarão de olho nos dados de vendas no varejo e da produção agrícola.

CORPORATIVO

As exportações brasileiras de carne de frango in natura e processados totalizaram 345 mil toneladas em setembro, 2,3% menor em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Em termos de receita, os embarques atingiram US$ 479 milhões no período, queda de 18,4% na mesma base de comparação.

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) lançou um programa de demissão incentivada, com a previsão de pagar R$ 74,8 milhões em indenizações e economizar R$ 168,7 milhões a partir de 2021.

A GOL informou que aprovou, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), os planos de incentivo de longo prazo de ações restritas e de opção de compra de ações da companhia.

O conselho de administração da Lavvi, subsidiária em que a Cyrela tem participação de 45% no capital, encerrou a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da companhia, levantando o montante total de R$ 1,027 bilhão, após a emissão de 108.112.000 de novas ações por R$ 9,50 por ação. Não houve oferta secundária.

A Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) comunicou a saída de Eduardo de Toledo da vice-presidência de gestão corporativa da companhia, como parte do processo de revisão estratégica iniciado pelo seu novo diretor presidente, Marco Antonio Souza Cauduro e que Gustavo Marques do Canto Lopes, assumirá a diretoria corporativa de novos negócios no dia 13 de outubro.  

A TIM aprovou o pagamento de R$ 500 milhões aos acionistas a título de juros sobre capital próprio (JCP), correspondentes a R$ 0,206542925 por ação. O pagamento ocorrerá até o dia 30 de novembro, aos acionistas com posições acionárias em 19 de outubro.

A BRF informou que, por conta da renúncia de Rubens Pereira ao cargo de diretor de estratégia e inovação, alterou a composição da diretoria executiva da companhia, com validade até 30 de abril de 2022, de forma a coincidir com a eleição do conselho de administração.

O conselho de administração do Magazine Luiza aprovou, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), o desdobramento de ações da companhia na proporção de um para quatro – ou seja, quem detém os papéis da empresa receberia três ações para cada uma já detida, conforme aprovado em reunião realizada em 17 de setembro.

A agência de classificação de risco Moody’s avaliou como positiva para o crédito para a Natura e sua subsidiária Avon, classificada como B1 negativo pela agência, a oferta pública global de 121.400 ações ordinárias da companhia, estimada em R$ 6,207 bilhões, incluindo American Depositary Shares (ADSs), ao preço de fechamento de R$ 51,13 por ação no dia 30 de setembro, aprovada pelo conselho de administração em 1 de outubro.

A Braskem informou que o ataque do tipo ramsonware ocorrido nesta manhã nos sistemas da companhia foi prontamente identificado pelos sistemas de defesa quando ainda estava em andamento e que não houve comprometimento ou interrupção das operações industriais da companhia.