Presidente do Banco do Canadá defende engajamento público nas decisões

137

São Paulo – O aumento do engajamento com o público pode ajudar os bancos centrais a tomar decisões melhores e apoiar a reputação, disse o presidente do Banco do Canadá, Tiff Macklem , em discurso preparado para o simpósio virtual de Jackson Hole, organizado pelo Federal Reserve Bank de Kansas City.

“O imperativo é dar um passo ousado além da transparência do mercado e envolver o público para explicar como nossas ações atendem aos objetivos de toda a economia”, disse ele. “Isso significa ouvir mais pessoas, entender suas percepções – precisas ou não – levando em consideração opiniões públicas mais amplas em nossas decisões e nos comunicar com as pessoas em seus termos, não nos nossos”, acrescentou.

Esta semana, membros do banco central canadense alertaram sobre a lacuna entre a inflação percebida – julgada pelo público – e a inflação medida pela principal agência de coleta de dados do Canadá. O público acredita que a inflação está mais alta do que indicam os dados oficiais, de acordo com as autoridades.

Macklem também pediu que os bancos centrais tornem este um dos legados mais duradouros da pandemia do novo coronavírus. “[Isso] é mais importante agora do que nunca, enquanto lutamos contra a covid-19 e suas duras consequências econômicas, que afetam a todos”, afirmou ele, que assumiu o comando do Banco do Canadá no início de junho.