Preço da locação residencial sobe 0,11% em maio, diz Fipezap

São Paulo – O preço médio de locação residencial registrou alta de 0,11% em maio, de acordo com o Indice Fipezap, que acompanha o comportamento do preço médio do aluguel de apartamentos prontos. O indicador ficou abaixo do Indice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que apresentou inflação de 0,83% no mês passado.

Entre as 25 capitais monitoradas pelo índice, o estudo registrou elevações no preço do aluguel residencial em Curitiba (1,06%), Brasília (1,01%), Goiânia (0,82%), Fortaleza (0,69%), Belo Horizonte (0,62%) e Rio de Janeiro (0,10%).

Em contraste, as capitais que registraram recuos em maio foram: São Paulo (0,30%) Florianópolis (0,30%), Porto Alegre (0,14%) e Salvador (0,10%).

No acumulado dos últimos 12 meses, foram registradas as seguintes elevações no preço médio do aluguel nas capitais monitoradas: Recife (5,20%), Goiânia (5,04%), Salvador (3,46%), Belo Horizonte (2,80%), Brasília (2,73%), Curitiba (1,79%), Fortaleza (1,57%), Rio de Janeiro (1,04%) e Florianópolis (0,19%).

Em maio, o preço médio de locação residencial nas 25 cidades monitoradas pelo Indice FipeZap foi de R$ 30,71 por metro quadrado (m/2). Considerando apenas as 11 capitais monitoradas, o município de São Paulo se manteve como a capital com o preço médio de locação residencial mais elevado, de R$ 39,55 por m/2, seguida pelos valores médios registrados em Brasília, com R$ 33,16 por m/2, Recife (R$ 32,68 por m/2) e Rio de Janeiro (R$ 31,46 por m/2).

Por outro lado, entre as capitais com menor valor de locação em setembro, o destaque é Fortaleza (R$ 17,33/m²), Goiânia (R$ 18,44/m²), Curitiba (R$ 22,08/m²) e Belo Horizonte (R$ 24,21/m²).