PMI do setor de serviços dos EUA sobe a 55,0 pontos em agosto

215
Cidade de Nova York / Foto: Casa Branca

São Paulo — O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos subiu a 55,0 pontos em agosto, depois de registrar 50,0 pontos em julho, de acordo com dados revisados do instituto de pesquisas IHS Markit.

A previsão era de 54,7 pontos, mesmo número da leitura preliminar. Números acima de 50 sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados dos segmentos industrial de serviços, subiu para 54,6 pontos em agosto, de 50,3 pontos em julho. A leitura preliminar havia mostrado alta para 54,7 pontos.

“O aumento da entrada de novos negócios ajudou a impulsionar a atividade do setor de serviços em agosto, com o setor crescendo em sua taxa mais rápida em quase um ano e meio. As empresas muitas vezes lutavam para atender à demanda e, apesar de contratar pessoal extra em um ritmo não visto há mais de seis anos, as pendências de trabalho incompleto acumularam-se a uma taxa superior a qualquer coisa registrada desde 2009”, afirma o economista chefe do IHS Markit, Chris Williamson.

“O crescimento de agosto foi impulsionado por serviços financeiros e empresariais, bem como por empresas de tecnologia, mas os setores voltados para o consumidor, como viagens, turismo e recreação, permaneceram em declínio devido à necessidade de distanciamento social contínuo”, conclui.