PMI de Serviços vai a 53,1 pontos em janeiro

123
Créditos: Valeria Boltneva/Pexels

São Paulo – A S&P Global disse que o setor de Serviços foi a 53,1 pontos em janeiro, após ter registrado 50,5 pontos em dezembro. Foi a expansão mais rápida das taxas em sete meses, além do emprego ter se fortalecido e também mostrou aumento sobre a pressão dos custos.

De acordo com a diretora associada econômica da S&P Global Pollyanna de Lima, “um aumento sólido na atividade de serviços, combinado com um novo crescimento da produção industrial, significou que a economia do setor privado do Brasil começou o ano em um tom mais positivo. A atividade econômica agregada se expandiu ao ritmo mais acelerado em 15 meses, e acima da tendência para a série”.

“As empresas de serviços sentiram o aumento mais acentuado no volume de novos pedidos em sete meses, e os produtores de bens viram suas carteiras de pedidos se expandirem pela maior extensão em mais de um ano e meio. Os entrevistados da pesquisa citaram frequentemente uma melhoria no investimento dos clientes, a aprovação de cotações pendentes e condições de demanda mais favoráveis”, seguiu Lima.

“Embora as perspectivas de crescimento tenham melhorado consideravelmente nos setores industrial e de serviços, as pressões sobre os preços contidas no primeiro setor contrastaram com a inflação persistente no segundo. As pressões sobre os custos agregados recuaram para o nível mais fraco desde julho, mas a inflação dos preços cobrados na atividade de serviços atingiu a maior alta em oito meses”, concluiu.