Paris considera bloqueio total com avanço de casos de covid-19 na França

Paris / Foto: freeimages.com/ João Ernani Oliveira

São Paulo – Paris considera a ampliação de suas atuais medidas de contenção à covid-9 para um bloqueio total, disse o vice-prefeito de Paris, Emmanuel Gregoire, citando preocupações com a propagação da variante britânica na França.

“Supondo que a situação se agrave ainda mais nos próximos dias, as medidas de contenção no fim de semana parecem ser insuficientemente eficazes, especialmente em vista de seu considerável impacto social”, disse Gregoire, em mensagem no Twitter.

“Se a situação se deteriorar rapidamente, a questão da contenção mais estrita em Paris e na região parisiense terá que ser levantada, o que tornaria possível conter a epidemia e restaurar rapidamente a esperança e a visibilidade para todos”, acrescentou.

Segundo ele, as medidas propostas pela prefeitura incluem reforço da triagem direcionada em escolas e empresas; aceleração da campanha de vacinação; sistematização do teletrabalho; além da adaptação de medidas e fortalecimento do apoio aos comerciantes.

Ontem, o primeiro-ministro francês, Jean Castex, havia dito que a França poderia impor novas medidas mais rígidas, incluindo bloqueios nos finais de semana em Paris e outros 19 departamentos no país a partir do começo de março, se os casos de covid-19 continuarem a avançar.

O ministro da Saúde da França, Olivier Veran, anunciou na quarta-feira a introdução de um bloqueio no fim de semana na cidade costeira de Dunquerque e nas comunas de Hauts-de-Flandre, a partir de 27 de fevereiro, para evitar um aumento nos casos de covid-19.

Um toque de recolher em todo o país a partir das 18h às 6h hora local continua em vigor na França. Museus, teatros, cinemas, restaurantes e bares permanecem fechados. Até o momento, as autoridades de saúde relataram cerca de 3,7 milhões de casos de covid-19 e 85 mil mortes relacionadas.