Moderna vende 200 milhões de doses a mais de vacina contra covid-19 a EUA

Um carregamento de vacinas da Moderna é recebido em Coimbra, Portugal / Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – A Moderna chegou a um acordo com o governo dos Estados Unidos para vender 200 milhões de doses adicionais de sua vacina contra covid-19, levando o compromisso total de pedidos a 500 milhões de doses, de acordo com a empresa, em comunicado.

A compra inclui 110 milhões de doses com entrega prevista para o quarto trimestre de 2021 e 90 milhões com entrega prevista para o primeiro trimestre de 2022. Em 14 de junho, a Moderna forneceu 217 milhões de doses liberadas ao governo dos Estados Unidos, diz o comunicado.

Sob o novo acordo, o governo também tem a opção de comprar outra vacina candidata contra covid-19 da Moderna.

“Agradecemos a colaboração com o governo dos Estados Unidos para essas doses adicionais da vacina da Moderna contra covid-19, que poderia ser usada para vacinação primária, inclusive em crianças, ou possivelmente como reforço, se necessário para continuar a derrotar a pandemia”, disse o executivo-chefe da Moderna, Stéphane Bancel.

Os Estados Unidos estão atualmente imunizando a população com as vacinas desenvolvidas pela Pfizer-BioNTech e pela Moderna, que exigem a aplicação de duas doses para atingirem o máximo de eficácia na prevenção da covid-19, e da Janssen, da Johnson & Johnson (J&J), de dose única.