Mercado já pode estar precificando a reforma tributária, diz BofA

São Paulo – Os setores que oferecem os maiores rendimentos de dividendos, em média, tiveram desempenho inferior ao Ibovespa na semana passada, especialmente, o financeiro e concessionárias de serviços públicos, enquanto as commodities tiveram melhor desempenho, aponta um levantamento do Bank of America (BofA).

Em relatório, o banco mostra que o ranking das maiores pagadoras de rendimentos em dividendos é liderado por Gerdau, Engie, Copel, Petrobras, Banco do Brasil e Vale, que recuaram até 4,0% na semana, com exceção da Vale, que teve leve alta de 0,2%, segundo a análise, que considera que o mercado já pode estar precificando as expectativas com a reforma tributária nos preços dos ativos, especialmente após o baixo desempenho desta semana.

No entanto, os dados da B3 mostraram que, apesar do ruído da reforma tributária, os estrangeiros não venderam ações nesta semana e as pequenas entradas locais em ações continuaram a ocorrer.

“Nos Estados Unidos, quando o imposto sobre os dividendos aumentou, os maiores pagadores tiveram um desempenho inferior aos não pagadores de dividendos”, disseram David Beker, Paula Andrea Soto e Carlos Peyrelongue.

Como ponto positivo, os especialistas citam que a proposta de reforma tributária inclui um novo imposto sobre dividendos, o que pode ser um incentivo para um novo ciclo de investimentos, avalia o Bank of America (BofA).

“Um novo imposto sobre dividendos poderia criar um incentivo para mais investimentos, especialmente dado o nível atual de caixa, que aumentou durante a pandemia, mesmo excluindo gigantes como Petrobras e Vale (exceto para o setor financeiro). O consenso já espera que o capex aumente após a pandemia”, pontuaram os analistas.