Média de casos de covid-19 nos EUA soma 84 mil, maior nível em seis meses

Equipe de voluntários se prepara para testar contra covid-19 residentes de clínica de enfermagem de Detroit / Foto: CDC

São Paulo – A média móvel de sete dias de novos casos de covid-19 nos Estados Unidos subiu para 84.389, maior nível desde 14 de fevereiro e uma alta de 4,9% na comparação com o dia anterior, segundo os dados mais recentes do Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

A média móvel segue acima do pico do ano passado, quando não havia vacinas autorizadas contra o novo coronavírus. O país estava reportando cerca de 68.700 novos casos por dia no verão local de 2020, segundo o CDC.

No total, os Estados Unidos têm 35.171.679 infecções pelo novo coronavírus, com 611.791 mortes. O país registrou 78.806 novos casos de covid-19 em 24 horas, uma alta de 5,0% com relação ao dia anterior.

O número de mortes diárias por covid-19 no país foi de 392, uma queda de 63,3% em relação ao dia anterior. A média móvel de sete dias de mortes subiu 6,3%, para 354, maior nível desde 9 de junho.

O estado com o maior número de novos casos é a Flórida, com 123.400 infectados nos últimos sete dias, seguido pelo Texas, com 64.753, e pela Califórnia, com 52.982.

As hospitalizações por covid-19 nos Estados Unidos somam 2.418.770, segundo dados de 1 de agosto. Considerando a média móvel de sete dias, as admissões diárias em hospitais totalizam 4.939, uma alta de 42,7% em relação aos sete dias anteriores.

O pico de internações no país, considerando a média de sete dias, aconteceu em 9 de janeiro deste ano, com 16.491 admissões em um dia.

Segundo o CDC, os casos, hospitalizações e mortes por covid-19 estão aumentando em regiões dos Estados Unidos onde a taxa de vacinação é muito baixa. Além disso, a disseminação da variante Delta no país tem impulsionado o aumento de infecções.