Lula diz que questão da desoneração precisa ser resolvida e volta a colocar em dúvida meta fiscal

112

São Paulo, 8 de fevereiro de 2024 – Em entrevista à rádio Itatiaia, de Minas Gerais, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que a questão envolvendo a MP da desoneração da folha de pagamentos precisa ser resolvida. Lula voltou a criticar a preocupação do mercado com o cumprimento da meta fiscal.

 

Em relação à desoneração da folha, Lula citou que os setores precisam dar contrapartidas ao trabalhador. “O empresário que o benefício, mas o que o trabalhador ganha?”, questionou o presidente. Lula disse que as discussões sobre o assunto podem continuar nessa semana ou serem adiadas para depois do Carnaval.

 

“Não sei se vai ser possível reunir o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, ainda nessa semana ou se a questão vai ser discutida após o Carnaval. A questão precisa ser resolvida”.

 

O presidente disse que não gosta quando as dicussões sobre a meta fiscal aparecem na mídia. “Você gasta o quanto arrecada. Se aumentar a arrecadação tem mais dinheiro para gastar em investimentos”, explicou o presidente. “Se der para fazer déficit zero, ótimo. Se não der, ótimo também”.

 

Segundo o presidente, “aqui se inventam umas manchetes babacas sobre déficit”. O presidente citou que Estados Unidos, Itália e Japão já registraram uma relação dívida/PIB acima de 100% e a economia continuou andando. “A melhor maneira de diminuir a relação dívida/PIB é melhorar a economia”, completou.

 

Lula confirmou que quer isentar salários de até R$ 5 mil do Imposto de Renda (IR) até o final do seu mandato.

 

Copyright 2024 – Grupo CMA