Locação residencial na cidade de São Paulo sobe 7,75% em setembro, base anual, diz Secovi

196
Foto divulgação: USP Imagens

São Paulo – A Pesquisa de Locação Residencial, realizada mensalmente pelo departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, aponta variação média de 0,90% no valor do aluguel em setembro ante agosto, na cidade de São Paulo. Na comparação anual, a elevação foi de 7,75% em comparação a setembro do ano passado.

Com o resultado, o valor médio acumulado em 12 meses (outubro de 2022 a setembro de 2023) chegou a 12,11% e ficou acima percentual do IGP-M (Indice Geral de Preços Mercado), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que registrou variação negativa de 5,97% em igual período.

Ainda segundo a Pesquisa, em setembro, o aluguel dos imóveis de 2 dormitórios registrou variação de 1%, seguidos por unidades de 1 quarto (0,80%) e de 3 dormitórios (0,70%).

Garantias e Velocidade de Locação

O depósito de três meses de aluguel foi a garantia utilizada em 44,5% dos contratos, enquanto o fiador respondeu por 40% do total. O seguro-fiança foi a opção escolhida por 14% dos proprietários e outros tipos de garantias locatícias representaram 1,5% dos contratos em setembro.

O IVL (Indice de Velocidade de Locação), que avalia o número de dias que se espera até a assinatura do contrato de aluguel, indicou que o período de ocupação permanece oscilando entre 35 e 84 dias. Os imóveis alugados mais rapidamente foram as casas e os sobrados: de 35 a 60 dias. Os apartamentos tiveram um ritmo de escoamento mais lento: de 35 a 84 dias.