Justiça suspende decisão que afastou Sergio Rezende do conselho da Petrobras

169

São Paulo, SP – A Petrobras informou que o Desembargador Relator da 4a Turma do Tribunal Regional Federal da 3a Região proferiu decisão suspendendo os efeitos da decisão que suspendia Sérgio Machado Rezende do exercício do cargo de Conselheiro de Administração da companhia no âmbito de uma ação popular em curso na 21a Vara Cível Federal de São Paulo.

No comunicado, a estatal afirmou que “continuará defendendo a higidez de seus procedimentos de governança interna”.

No último dia 5 de abril, foi publicada decisão cautelar no âmbito de uma ação popular em curso na 21a Vara Cível Federal de São Paulo, que determinou a suspensão de Sérgio Machado Rezende do exercício do cargo de Conselheiro de Administração da companhia. A decisão é baseada em alegada inobservância de requisitos do Estatuto Social da companhia no processo de indicação do Conselheiro.

Indicado pela União, Rezende não será reconduzido para o colegiado em 2024. Ele não está entre os indicados pelo governo para o conselho que será eleito na assembleia que acontecerá no próximo dia 25 de abril.