Há receios em torno da rolagem da dívida pública, diz Campos Neto

118
Presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto, participa da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), no Senado Federal, em Brasília. (Foto: Raphael Ribeiro/BCB)

São Paulo – O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, reiterou que há receios em torno da rolagem da dívida pública federal porque ela aumentou significativamente durante a pandemia de covid-19.

“Tem preocupação com rolagem da dívida”, disse ele, acrescentando que há um volume maior de rolagem – tomada de novos empréstimos para quitar empréstimos antigos. Ele afirmou que o preço disso “foi ter encurtado um pouco a dívida.”

“Teve abertura de prêmio na LTN primeiro e depois na LFT. Como o Brasil ficou com fiscal diferenciado, também como consequência disso teve diferenciação no prêmio de risco”, disse o presidente do BC.

Ele reiterou que a curva de juros do Brasil ficou mais inclinada recentemente por causa das dúvidas do mercado sobre o respeito ao teto de gastos do governo federal, indicando que há um componente fiscal pesando sobre o desempenho da política monetária.