Guedes diz que Brasil está entrando em rota de crescimento sustentável

O ministro da Economia, Paulo Guedes e o presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)

No dia em que o Banco Central mostrou uma queda da atividade econômica em outubro, o ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou que a economia brasileira está entrando em rota de crescimento sustentável. O ministro reiterou, no entanto, que 2022 será um ano difícil devido às medidas para conter a alta da inflação.

Guedes participou, juntamente com o presidente Jair Bolsonaro, de encontro com empresários brasileiros, para debater as ações implementadas pelo governo federal desde 2019. “Acho que o Brasil está entrando em rota de crescimento sustentável”, disse.

“Eu vejo que estamos no caminho da prosperidade. Ano que vem é um ano difícil, porque estamos combatendo a inflação, que é um efeito colateral da pandemia, a inflação subiu no mundo inteiro. Vamos estar combatendo isso com juros mais altos. Isso causa desaceleração de crescimento”, argumentou.

Segundo Guedes, o crescimento será possível graças aos investimentos no país, impulsionados pelas reformas estruturais aprovadas pelo Congresso Nacional. O ministro citou, por exemplo, as reformas do setor elétrico, da navegação de cabotagem e do gás natural.

“O Brasil vem desempenhando bem economicamente, apesar de todas as narrativas, que falsificam e que erram sucessivamente. A previsão para o ano que vem é que não vai crescer. Vamos esperar. Vão errar de novo”, afirmou.

O ministro lamentou que estejam paradas no Congresso as reformas do Imposto de Renda – aprovada na Câmara dos Deputados, mas emperrada no Senado Federal – e a reforma administrativa – aprovada em comissão especial da Câmara, mas sem data para votação no plenário. “Não dá para compensar em 4 anos coisas que foram feitas em 40”, afirmou.